Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Receitas de cá e de lá

"Bem comido, a minha alma de nada quer saber. E nem os maiores desgostos a conseguem comover." Jean Molière

Receitas de cá e de lá

"Bem comido, a minha alma de nada quer saber. E nem os maiores desgostos a conseguem comover." Jean Molière

29
Set12

Panquecas recheadas com fiambre, espinafres e molho bechamel

o que procuro

Ao fazer zapping na TV, deparei-me com dois conzinheiros a deliciarem-se com um prato que, em abono da verdade, não percebi o que era, mas marcou-me o ar satisfeito com que o degustavam.

 

Creamed spinach and ham pancakes with bechamel

in River Cottage Recipe


Daí até identificar a receita, juntar os ingredientes, foi um salto!
Assim, aqui fica a minha versão, não se assutem com a lista dos ingredientes, parece confuso mas é um instante enquanto se faz e é mesmo delicioso!

 

 Ingredientes: 

 

Para as panquecas (cerca de 5):

  • 125 gr de farinha sem fermento;
  • 1 pitada de sal;
  • 1 ovo ligeiramente batido;
  • 300 ml de leite;
  • óleo para fritar

Para o bechamel:

  • 600 ml de leite;
  • 60 gr de farinha;
  • 40 gr de manteiga;
  • 1 folha de louro;
  • 1 dente de alho;
  • sal, pimenta e noz moscada.

Para o recheio:

  • 5 fatias de fiambre;
  • 250 gr. de espinafres.

Preparação:

 

Comece por fazer o molho bechamel, leve ao lume um tacho com o leite, a folha de louro e o dente de alho, assim que ferver apague o lume.

Se fizer com bimby, depois deste procedimento, retire o dente de alho e a folha de louro, junte o leite aos outros ingredientes e ligue a máquina 8 mn, 90º, vel. 4

Caso faça manualmente, leve outro tacho ao lume, adicione a manteiga deixe derreter e adicione pouco a pouco a farinha, mexendo sempre, deixe cozinhar durante uns minutos e apague o lume. Retire o dente de alho e a folha de louro do leite, junte um pouco de leite à mistura da manteiga com a farinha e mexa até envolver completamente. Continue a adicionar o leite, mexendo constantemente para evitar grumos. Leve novamente ao lume até ferver e engrossar, mexendo sempre. Tempere com sal, pimenta e noz moscada.

 

Lave os espinafres e deixe-os escorrer, coloque uma panela ao lume e ponha os espinafres lá dentro para cozerem, a água que trazem agarrada basta para cozinhar, pelo que não precisa de adicionar mais, tape o tacho. Deixe os espinafres murcharem, apague o lume e coloque-os num escorredor.

Aperte os espinafres para lhes extrair o máximo de água que conseguir, coloque-os numa tigela, adicione metade do molho bechamel mexa para envolver e rectifique os temperos.

 

Entretanto faça as panquecas, ponha a farinha e o sal numa tigela, faça um buraco no meio, adicione o ovo batido, junte só um pouco de leite e envolva tudo muito bem, continue a juntar o restante leite, mexendo até obter uma consistência cremosa.

Leve uma frigideira antiaderente ao lume, molhe uma folha de papel absorvente num pouco de óleo e passe na frigideira, coloque uma concha de massa no centro da frigideira e espalhe a massa, até formar uma panqueca com cerca de 20 cm de diâmetro.

Deixe cozinhar durante 2 minutos e vire cuidadosamente, deixe cozinhar do outro lado e retire-a para um prato. Repita o procedimento até acabar a massa.

 

Ligue o forno a 200ºC.

 

Num prato coloque uma panqueca, cubra-a com uma fatia de fiambre, espalhe por cima do fiambre um pouco da mistura de espinafres, enrole e feche, ponha a panqueca recheada num tabuleiro refractário previamente untado com manteiga.

Repita a operação até acabar todos os ingredientes. Espalhe o restante molho bechamel por cima das panquecas já no tabuleiro refractário, leve ao forno durante cerca de 10 minutos até ficar dourado.

 

 

 

26
Set12

Mais uma ementa

o que procuro

Desta feita para a semana que vem, e antes que eu perca os link's das páginas, ficam já aqui em registo!

 

Se o jantar em casa dos amigos se confirmar, vou levar esta beldade para partilhar: cheesecake de chocolate.

19
Set12

Então mas a cozinha está parada?

o que procuro

Não, não!

Tivemos visitas, refizeram-se os melhores pratos, cozinhou-se uma ou outra novidade que há-de aparecer por aqui.

 

Mas a cozinha, não pára, nunca! Seria, de resto muito mau sinal...

Assim, para a próxima semana, já temos ideias a concretizar, aqui ficam:

 

06
Set12

Tarte frangipane de maçã

o que procuro

 

 

São inúmeros os programas de culinária nos canais do Reino Unido, alguns com cozinheiros bem nossos conhecidos, outros menos, mas primam todos pela qualidade e facilidade com que elaboram as receitas.

Além destes programas, há também concursos e o último que estamos a acompanhar é "The Great British Bake Off", nele um grupo de cidadãos comuns demonstra e põe à prova os seus conhecimentos em termos de bolos e doçaria.

 

Foi nele que vi esta concorrente fazer uma tarte frangipane com um truque, que lhe confere outro sabor. Amante que sou destas tartes, não podia deixar escapar esta oportunidade para experimentar.

Façam-no também! Aqui fica a receita:

 

Ingredientes: 

 

Para a massa (usei uma tarteira com 23 cm de diâmetro):

  • 190 gramas da farinha de trigo;
  • 25 gramas de açúcar em pó;
  • 1 ovo;
  • 100 gramas de manteiga.

Recheio:

  • 125 gramas de manteiga;
  • 125 gramas de açúcar em pó;
  • 2 ovos;
  • 125 gramas de amêndoas finamente raladas;
  • 1 colher de chá de canela em pó;
  • 5 ml de licor de amêndoa amarga;
  • 2 dl de geleia de marmelo.
  • 3 maçãs grandes.

Preparação:

 

Comece pela massa: num processador de alimentos misture a farinha com a manteiga e o açúcar. Acrescente o ovo e processe até a massa começar a estar ligada. Forme um disco com a massa, embrulhe em papel aderente e reserve-a no frigorífico durante 30 minutos.


Decorrido este tempo, recorte uma folha de papel vegetal da medida da tarteira que vai utilizar, ligue o forno a 180ºC.

Retire a massa do frigorífico, coloque-a em cima do papel vegetal, desembrulhe-a e ponha o papel aderente por cima de modo a estender a massa entre ambos. Coloque a massa com o papel vegetal directamente na forma de tarte, pique o fundo com um garfo e disponha papel de alumínio por cima, adicione feijão ou outro em cima do papel de alumínio e leve ao forno para cozer durante cerca de 15 minutos.


Entretanto faça o recheio: no processador de alimentos misture bem o açúcar em pó com a manteiga, as amêndoas, a canela e o licor.

Acrescente os ovos um a um e processe até obter um creme fofo.

Retire a tarteira do forno, coloque a geleia de marmelo em cima da massa e cubra com o recheio de acabou de fazer.

Descasque as maçãs, parta-as em quartos, retire-lhes o caroço e corte-as em fatias finas.

Decore com a fruta e leve novamente ao forno durante aproximadamente 30 minutos, até estar cozida e dourada.

Deixe arrefecer completamente para poder saborear!

05
Set12

Tomates recheados com carne picada

o que procuro

 

 

Lembrei-me dos sabores da minha infância, a minha Mãe fazia imensas vezes este prato, quando ainda estávamos em Paris, naquela altura parecia tão laborioso e difícil de fazer, mas hoje, julgo que não haverá nada mais fácil e óptimo para aproveitar os tomates grandes e maduros, que por aí abundam nesta altura do ano.

 

A receita base veio daqui, deixo a minha adaptação:

 

Ingredientes:

 

  • 4 tomates médios, maduros mas firmes;
  • 250 gr de carne picada ( usei de vaca)
  • 1 cebola;
  • 1 dente de alho;
  • 2 colheres de sopa de polpa de tomate;
  • 50 ml de vinho branco ou cerveja;
  • orégãos;
  • azeite;
  • sal e pimenta.

 

Preparação:


Comece por lavar muito bem os tomates, retire-lhes cuidadosamente uma tampa e com ajuda da faca e de uma colher, retire e reserve o interior do tomate.

Coloque as caixas de tomate a escorrer, num escorredor.

 

Entretanto faça um refogado: coloque um tacho ao lume, aqueça o azeite, junte a cebola picada e o alho e deixe frigir um pouco.

Adicione a carne picada, mexa para envolver e de modo a que cozinhe toda por igual.

Quando adquirir um tom acastanhado, adicione o miolo do tomate reservado, a polpa de tomate, o vinho e tempere com os orégãos, sal e pimenta.

Deixe cozinhar durante cerca de 20 minutos, até a carne estar apurada.

 

Findo o tempo, ligue o forno a 180ºC.

Coloque os tomates num tabuleiro refractário, tempere-os com um pouco de sal e pimenta. Preencha o interior com a carne cozinhada e coloque a tampa por cima, leve ao forno durante cerca de 20 minutos.

Sirva com arroz branco e uma salada verde.

04
Set12

Ratatouille em massa folhada

o que procuro

 

Achei a receita interessante para um dos nossos jantares vegetarianos, sem ser só uns simples legumes no prato, mas sim envoltos numa massa folhada, que além de aspecto lhes confere outro sabor.

 

A receita vem do site "Mundo das Receitas Bimby", mas em abono da verdade, a dita estava a fazer sopa, pelo que foi tudo feito no tacho e adaptado aos sabores cá de casa!

 

Ingredientes:

  • Uma embalagem de massa folhada;
  • 1 cebola;
  • 1 dente de alho;
  • 2 tomates maduros;
  • 1/2 pimento vermelho;
  • 1 courgete;
  • 1 beringela;
  • 1 cogumelo fresco grande;
  • 1 folha de louro;
  • 50 ml de água;
  • azeite;
  • sal e pimenta q.b.;
  • tomilho seco q.b.;
  • 1 ovo.

Preparação:

 

Comece por lavar e descascar os legumes, cortá-los em cubos pequenos e reserve.

Leve um tacho ao lume com azeite, junte a cebola e o alho picado, deixe frigir, adicione os tomates cortados em cubos e deixe refogar.

Junte o pimento em cubos, a folha de louro e deixe cozinhar.

 

Seguidamente adicione os restantes legumes: courgete, beringela, cogumelos, mexa para envolver e junte a água de preferência quente.

Não é suposto ficar com molho, mas para evitar que os legumes de agarrem ao tacho é preferível juntar um pouco de água.

Tempere com sal e pimenta e algumas ervas aromáticas, no meu caso juntei tomilho seco.

Deixe cozinhar durante cerca de 10 minutos e apague o lume.

Os legumes deverão estar ligeiramente cozidos e não desfeitos.

 

Entretanto pré-aqueça o forno a 180ºC.

Estenda a massa e divida-a em dois rectângulos iguais.

Coloque a massa num tabuleiro forrado com papel vegetal. Coloque no centro metade do recheio, (tenha cuidado de escoar algum molho que se tenha formado) deixando livre 3 cm da lateral da massa, feche e dê a forma de um rebuçado.


Proceda da mesma forma com a restante massa e o recheio.

Pincele cada um dos rolos com um ovo batido.

Leve ao forno a 180ºC, durante cerca de 30 minutos.

 

 

03
Set12

Enchiladas

o que procuro

 

A curiosidade matou o gato, já diz o povo e comigo aconteceu o mesmo, vi um kit para fazer enchiladas e achei que tinhamos que experimentar, mas num "quase tudo feito em casa".

Vi muitas receitas, mas nenhuma que achasse ser única e verdadeira, assim, saíram umas enchiladas "à minha moda!", fáceis, saborosas, ideiais para aproveitar restos de carne assada.

 

Ingredientes:

  • 1/2 frango assado desfiado;
  • 1 frasco de molho para enchiladas (encontram nos supermercados);
  • 1 embalagem de tortilhas de trigo (trazia 6);
  • Queijo ralado.

Preparação:

 

Aquecer um pouco de azeite numa frigideira, colocar o frango e deixar frigir para aquecer um pouco, juntar o frasco do molho de tomate, eu acrescentei polpa de tomate porque achei o molho muito espesso e concentrado, além de picante!

Deixar apurar um pouco e apagar o lume. Colocar um pouco de molho no fundo de um tabuleiro refractário e reservar.

 

Abrir a embalagem das tortilhas, colocar uma tortilha num prato, espalhar por cima um pouco do preparado de frango, enrolar sobre si e colocar no tabuleiro.

Proceder da mesma forma com as restantes tortilhas, reservar um pouco de molho. Por fim, colocar um pouco de molho de tomate por cima de todas as tortilhas e polvilhar com queijo ralado.

 

Levar ao forno pré-aquecido a 180ºC, para aquecer e derreter o queijo.

Sirva com uma salada verde.

02
Set12

Pavlova

o que procuro

 

Este era uma daqueles doces que já tinha visto ser confeccionado na TV e em blogues, mas nunca me atraiu muito a atenção, não aprecio suspiro, ou merengue, acrescido com natas batidas, não fazia mesmo o meu doce favorito.

 

Mas a amiga M. foi a um casamento, onde comeu como sobremesa uma pavlova de frutos, que teve honras de fotografia, tal era o sabor e partilhou comigo não só a experiência gustativa, como a tentativa de a confeccionar.

 

Fiquei tentada a experimentar, pesquisei na net e deparei-me com uma pavlova com um merengue de chocolate e como tinha 6 claras no frigorífico depois de fazer esta tarte, achei que era tempo de pôr mãos à obra.

 

Devo confessar que adorámos a mistura dos sabores, a textura, não fica nada enjoativo. Contudo, houve aqui algumas falhas, nomeadamente na confecção do merengue, que requer alguns cuidados e denoto que para primeira experiência não está mal! Agora resta repetir, para chegar à perfeição.

 

Ingredientes:

Para o merengue:

  • 6 claras de ovo;
  • 200 gr de açucar;
  • 3 colheres de sopa de chocolate peneirado;
  • 1 colher de chá de vinagre balsâmico (ou vinagre de vinho tinto);
  • 50 gr de chocolate em tablete cortado em pedaços (usei pepitas)

Para a parte de cima:

  • 500 ml de natas para bater (usei frescas);
  • 250 gr de morangos;
  • 250 gr de amoras.


Preparação:

Comece por aquecer o forno a 180ºC.

Coloque uma folha de papel vegetal num tabuleiro de ir ao forno.

 

Bata as claras em castelo até formarem picos acetinados, em seguida, adicione o açúcar, uma colher de cada vez e continue a bater até o merengue ficar firme e brilhante. (Tenha cuidado ao efectuar esta tarefa, no meu caso julgo que adicionei o açucar cedo demais, pelo que o merengue não ficou tão firme como deveria!)

Polvilhe com o cacau, junte o vinagre e o chocolate picado, envolva tudo delicadamente, até que o chocolate esteja completamente misturado.

 

Amontoe o merengue na folha de papel vegetal, de modo a formar um círculo com cerca de 23 cm de diâmetro (eu fiz um desenho com um prato na folha de papel vegetal!), alisando os lados e o topo.

 

Coloque o tabuleiro no forno, baixe a temperatura para 150ºC e deice cozer durante 1h / 1h15.

Quando estive pronto deve apresentar-se estaladiço nas pontas e dos lados e seco no meio, mas quando colocar o dedo no meio, deverá sentir que está fofo e húmido.

Desligue o forno, abra um pouco a porta e deixe o disco de merengue arrefecer completamente.

 

Quando estiver pronto para servir, inverta o merengue para um prato de servir plano.

Bata as natas, até obter um chatilly firme e macio. Espalhe por cima do merengue.

Coloque por cima os morangos, previamente lavados e partidos, bem como as amoras.

Sirva fresco.

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Outras receitas portuguesas pelo mundo

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D